sistema melitta - ensei neto - superchefs -00

Sistema Melitta o retorno

Foi em 15 de dezembro do hoje longínquo ano de 1910 que foi criado na Alemanha por uma dona de casa, a Sra. Melitta Bentz, um sistema de extração de café que ganharia o mundo. Inicialmente, era uma caneca de metal na qual ela fez algumas perfurações e empregou um papel de mata borrão para filtrar o pó. Simples, porém revolucionário!

 

Foi nos anos 1930 que o filtro de papel ganhou o formato cônico, bem como o porta filtro foi todo redesenhado. Como passar dos anos, tanto o porta filtro quanto o popular filtro de papel tiveram seu design aperfeiçoado até chegar na arquitetura que hoje conhecemos.

 

Se você perguntar a um barista o que ele acha do Sistema Melitta, certamente ele torcerá o nariz, dizendo que é um método que não extrai bem o café. Sistemas bacanas são os japoneses Hario e Kalita, este último vivendo seu momento de auge mundo afora.

 

sistema melitta - ensei neto - superchefs -01

 

 

Estranho, não é mesmo esse tipo de resposta?
Mas, há um porquê disso…

 

Quando a Melitta se instalou no Brasil, no final dos anos 60, tinha planos ambiciosos porque já era uma das grandes indústrias de torrado na Europa, tinha uma linha completa de utensílios para preparar café e seu método de preparo já era um ícone internacional.

 
Uma série de infelizes coincidências fez com que esse tipo de visão se formasse para os modernos Coffee Lovers:

  • Naquela época, no Brasil havia um único tipo de café que se encontrava nas gôndolas dos supermercados, que era o tipo almofada, embalagem hoje reservada para os produtos de preço mais baixo.
  • O tipo de preparo mais comum sempre foi o Cafezinho, que é aquele em que se coloca o pó de café torrado e moída na água fervente, mexendo-se para uma intensa extração, para passar num coador de pano. Detalhe: é muito concentrado, sendo superado apenas pelo Espresso!
  • Comumente, o café em pó vendido no Brasil sempre foi muito fino.
  • Havia, finalmente, o problema clássico de qualidade, com predominância de marcas usando os cafés com o que chamo de Trio Calafrio – PVA (de Pretos = podres, Verdes = terrivelmente adstringentes, Ardidos = avinagrados por fermentação do mal).

 

sistema melitta - ensei neto - superchefs -01

 

 

Assim, a memória que se poderia ter ao beber café raramente era boa, ainda mais que, para diminuir a percepção do amargor as pessoas acabam usando muito açúcar. E olha que quando digo muito, é muito mesmo!

 
Entendo perfeitamente o sentimento dos baristas, pois eu também não bebia café até conhecer a fundo essa que pode ser uma incrível bebida.

 

Se você utilizar um café excelente, de boas marcas que já estão se tornando mais comuns em supermercados mais especializados ou em cafeterias, preferencialmente em grãos para moer somente quando for o momento do preparo, empregar uma moagem correta e uma boa água, sem dúvida a experiência será muito boa!

 

Tanto é verdade que hoje em cafeterias descoladas do West Coast dos Estados Unidos e mesmo em NYC, muitas estão utilizando o Sistema Melitta com porta filtro de porcelana.

 

sistema melitta - ensei neto - superchefs -02

Porta filtro de Porcelana

 

Saiba que o porta filtro de plástico não perde em nada para o de porcelana, tanto é que a Hario tem como seu item mais vendido o de acrílico ou plástico e não o de porcelana.

 

Na verdade, esse retorno que o sistema Melitta vem ensaiando mundo afora nada mais será do que uma releitura aqui no Brasil…

 
Experimente e me comente depois.

 

Deixe sua opinião, assim podemos melhorar.

Artigos Relacionados