pe_de_moleque-dianna macedo 000

Pé de moleque, a estrela Junina!

Em época de São João, não existe quem

passe sem degustar esta maravilha.

 

 

O Pé de Moleque chegou à Europa na Alta Idade Média, trazido pelos árabes em suas incursões à península Itálica e à Península Ibérica. Dessa invenção árabe se originaram, antes do nosso doce, de “mel de cana” (rapadura, Brasileira), o português de mel de abelhas, o “nogat, o “nougat” francês do Vale do Ródano, o espanhol “turrón” de Alicante, o italiano “torrone” de Cremona e ainda o indiano “chikki“, que foi levado para o oriente pelos portugueses no início do século XVI.

 

torrone - dianna macedo - superchefs

Torrone

 

No Brasil, o doce surgiu em meados do século XVI com a chegada da cana-de-açúcar à Capitania de São Vicente, trazida pelo navegante Martim Afonso de Sousa. A cidade de Piranguinho no sul do estado de Minas Gerais é famosa pela produção artesanal do tradicional pé de moleque mineiro, a qual tem como lema ser a capital nacional do pé de moleque. Piranguinho ainda tem se destacado no cenário nacional, através festa do maior pé de moleque do mundo, que já faz parte do calendário cultural de festividades do município.

 

pe de moleque de piranguinho

Pé de moleque de Piranguinho/MG

 

Nas regiões sul e sudeste do Brasil, o pé de moleque é um doce bastante relacionado às culturas caipira “quebra dentes”. Na região nordeste do Brasil, em estados como Pernambuco e Alagoas, o pé de moleque é um bolo que faz parte da culinária junina, sempre que possível triturado ou servido na forma líquida, devido a garapa, ele também pode ser feito na base de massa de macaxeira acrescido de outros ingredientes como café, castanha, cravo, erva-doce entre outros,(em forma de bolo) sempre com o objetivo de quebrar a resistência da garapa.

 

bolo-pe-de-moleque

Bolo Pé de Moleque

 

Este pé de moleque é preparado com massa puba (massa de macaxeira que passou pelo processo de fermentação), açúcar, ovos, manteiga ou margarina, coco ralado e leite. Após serem misturados todos os ingredientes, a massa é colocada em porções geralmente ao comprido e enrolada na folha verde da bananeira, e em seguida é assada no forno.

 

O tradicional doce deve ser diferenciado de outros similares mas que não usam os mesmos ingredientes ou métodos tradicionais como a paçoca doce (que não é cozida), o gibi, o doce de leite com amendoim, o pé de moleque branco (que utiliza bicarbonato de sódio), etc.

 

Para ninguém ficar com água na boca, vamos deixar uma receita de primeira para ninguém passar a festa junina na mão!

 

Pé de Moleque

Ingredientes

3 xícaras de amendoim torrado e moído
3 xícaras de açúcar
1 1/2 xícaras de leite

 

Preparo

  1. Leve tudo ao fogo, mexendo sempre, até desgrudar da panela.
  2. Despeje em mármore e espere esfriar e endurecer.
  3. Corte em pedacinhos.

 

 

 

 

Deixe sua opinião, assim podemos melhorar.

Artigos Relacionados