Pantanal Uma Comitiva de Sabores - Paulo Machado

Descubra o Pantanal, uma comitiva de sabores

É com imensa alegria que iniciamos hoje uma parceria com o site Super Chefs. Vou assinar esta coluna onde o intuito é passar para você, caro leitor, uma série de artigos, alguns com receitas, outros abarcando apenas curiosidades e pontos culturais, sempre acerca do Centro Oeste brasileiro, região onde nasci. Irei tratar também dos ingredientes dos biomas do Cerrado e do Pantanal, grande fonte de pesquisas para os trabalhos do Instituto Paulo Machado.

Pantanal Uma Comitiva de Sabores - Paulo Machado
Escolhi para este primeiro artigo o Pantanal. Este paraíso ecológico é berço de uma riqueza imensurável de belezas naturais, onde habitam vários dos animais mais expressivos da fauna nacional, como o tuiuiú, a onça pintada, o lobo-guará e o jacaré.

Pantanal Uma Comitiva de Sabores - Paulo Machado

Além disso, uma flora diversificada abriga sabores de frutos, como o pequi, aguavira e a bocaiuva, endêmicos deste bioma brasileiro. A gastronomia da região mantém fortes laços com os países que são banhados pela bacia do rio Paraguai.

Pantanal Uma Comitiva de Sabores - Paulo Machado

Bacia do Rio Paraguai

Durante o ano de 2009, com apoio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul e do Fundo de Investimentos Culturais de MS, pesquisei a fundo os ingredientes e sabores da região. Contei com a ajuda da chef e mestre em estudos fronteiriços pela UFMS, Dedê Cesco e do professor doutor Ricardo Maranhão (coordenador do Centro de Pesquisas em Gastronomia Brasileira em São Paulo). Durante a pesquisa de campo aprendi a fazer pratos regionais, em especial o caribéu (guisado popular na região), além da chipa, sopa paraguaia (bolo de milho salgado), arroz boliviano, e outros pratos provenientes dos países vizinhos e muito consumidos nesta parte do Brasil.

Pantanal Uma Comitiva de Sabores - Paulo Machado

Caribéu, chef Paulo Machado

O caribéu é um prato típico do centro-oeste do Brasil, muito degustado no Pantanal. Segundo a cozinheira e pesquisadora Iracema Sampaio, no livro “Cheiros e sabores do MS” de sua autoria,“o caribéu é de origem norte-mato- -grossense, mas muito apreciado também aqui no sul. Felizmente a divisão do estado não nos separou também das coisas boas do dia a dia.”

Pantanal Uma Comitiva de Sabores - Paulo Machado
O prato consiste em carne-seca (que pode ser a carne de sol, soleada, ou de sereno), cebola, cebolinha, pimentão, coentro, tomates maduros e mandioca, tudo bem picado e refogado no óleo. Leva ainda alho amassado e pimenta a gosto, além de cebola picada com cheiro verde para retemperar. O caribéu é um prato delicioso e costumeiramente é servido quente, acompanhado de arroz branco ou deliciosa farofa de banana.

 

Caribéu

Receita do chef Paulo Machado
Ingredientes:

500g de carne de sol (cortado em pedaços pequenos)
1 Cebola picada
500 g de mandioca descascada e cortada em pedaços sem o fio
2 col. de sopa de azeite de oliva
1 Tomate sem semente picado
1 Pimentão vermelho picado
Cheiro-verde a gosto

 

Modo de Preparo:

1. Coloque o azeite numa panela, refogue a cebola e a carne de sol, deixando dourar bem.
2. Acrescente o tomate e o pimentão e vá pingando água quente até cozinhar a carne, formando um caldo.
3. Acrescente a mandioca cortada e cozinhe até ficar macia ao toque do garfo.
4. Quando a carne e a mandioca estiverem cozidas acrescente o cheiro-verde picado, e mantenha a panela tampada até servir.

Pantanal Uma Comitiva de Sabores - Paulo Machado

Caribéu

Paulo Machado - bottom superchefs

[learn_more caption=”Sobre Paulo Machado”] Nascido em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Mestre em Hospitalidade pela Universidade Anhembi. Morumbi – UAM, chef de cozinha e proprietário do Instituto de Pesquisas em Alimentação Paulo Machado em Campo Grande – MS[/learn_more]

 

www.paulocoelhomachado.com.br
https://twitter.com/Chef_Paulo
http://www.facebook.com/InstitutoPauloMachado

 

* Os artigos assinados pelos colunistas são de inteira responsabilidade dos autores e não reflete, necessariamente, a opinião do site. O SuperChefs, democraticamente, abre esse espaço para que os colunistas tenham total liberdade para exporem suas opiniões nos textos sem nenhum tipo de censura. Os textos são pessoais e cada colunista escolhe o assunto que achar interessante, sendo responsável por eles.

Deixe sua opinião, assim podemos melhorar.

Artigos Relacionados